Voltar à lista de Rádios FM Voltar à Página Principal

MIX FM - 102,1 MHz

JOVEM MIX: A JOVEM PAN COM MAIS MEDALHÕES

Escrito em 19 de maio de 2007.

Mix FM

A rádio Eldorado FM 102,1 foi a primeira FM do Rio de Janeiro.

ERRATA: Ao contrário do que foi erroneamente informado na versão anterior deste texto, a rádio nunca foi pirata nem teve algum de seus sócios preso por isso. A Eldorado (que mudou o nome posteriormente para Imprensa FM) sempre operou com licença do Ministério das Comunicações.

Dos anos 50 aos 70, a Imprensa foi uma rádio de música funcional de escritório, e não tinha locução. Como não haviam receptores de FM na época, a Imprensa ganhava a vida alugando aparelhos para os escritórios cariocas que quisessem sintonizar a emissora, na época um senhor avanço tecnológico.

Com o início da popularização das FMs, promovida pelos governos militares, a Imprensa FM mudou a sua programação. Criou uma programação pioneira, baseada no aluguel de horários: qualquer um que quisesse fazer um programa na rádio, só precisava chegar lá, escolher os horários e dias, e assinar o contrato. A partir daí, bastava apresentar o programa e, obviamente, pagar o aluguel mensal das horas utilizadas.

Programas musicais fizeram história no Rio, pela Imprensa FM. Nos anos 80 e 90, a maioria dos horários eram ocupados pelos programas das equipes de som do funk carioca, como Furacão 2000, Pipo's, ZZ Club e outras.

Também fizeram história estes programas:

Linha Europa - tratava-se de um programa todo dedicado à música européia e aos sucessos daquele continente. Permaneceu no ar por vários anos, na década de 80. Seu cardápio musical incluía pop britânico, com nomes como Culture Club, George Michael e Eurythmics. Também tocou música tradicional da Alemanha, além da canção romântica de países como França, Portugal e Itália.

Rock Point - programa de rock alternativo, que atravessou vários anos, da década de 90, antes e depois do fim da Fluminense FM. Ia ao ar aos sábados e domingos, de 23 h à meia-noite.

Ronca Ronca - o programa do DJ e fotógrafo Maurício Valladares, que já tinha passagens pelas rádios Fluminense, Panorama e Globo, todas FM. Ia ar ar às quartas-feiras, de 22 h à meia-noite.

Planeta Rei - programa de um fã-clube do cantor Roberto Carlos. Mostrava raridades exclusivas, jamais lançadas em CD, ou lançadas apenas no exterior. Ia ao ar de segunda a sábado, e ocupou vários horários.

A Música Maravilhosa do Cinema - programa que mostrava gravações de trilhas sonoras de filmes nacionais e estrangeiros. O melhor programa do gênero que o Rio já teve. Não tinha preconceito quanto a estilos: mostrava tanto as obras cinematográficas de John Williams, como músicas de heavy metal de filmes de ação ou terror. Tinha vários horários, ao longo de toda a semana. O produtor e apresentador era o próprio dono da Imprensa FM, Simon Koury.

Haviam poucos programas "estilo AM" na Imprensa FM.

A festa acabou no fim de 2000, quando a rádio alugou seus horários para o grupo Dial, que tem vários sócios, entre os quais Alexandre Accioly e Luciano Huck. O grupo afiliou a FM 102,1 à rede Jovem Pan 2 de São Paulo.

Durante seis anos, a Jovem Pan do Rio, sucessora da outra Jovem Pan que ocupou a outorga 94,9, reapresentou sua programação bate-estaca descartável, que imediatamente tornou-se líder de audiência entre as rádios pop.

Desentendimentos entre o grupo Dial e a matriz da Jovem Pan desgastaram a relação. A Mix FM, rival da Pan em São Paulo, aproveitou para comprar parte das ações do grupo Dial e oferecer sua franquia.

O resultado é que a Jovem Pan foi ejetada do dial carioca (pela segunda vez!), e substituída pela Mix.

A Mix FM paulistana pertence à família Di Gênio, dos cursos Objetivo, na atual tendência de grupos educacionais investirem em redes de rádio (como o grupo Universo, dono da Venenosa FM). Já o grupo Dial tem hoje como sócios Alexandre Accioly, Luis Calainho, Luciano Huck e Meyer Cohen, além da matriz da Mix. A associação dos dois grupos, que renovaram o aluguel de horários da Imprensa FM, abriu caminho para a criação da Mix carioca.

A julgar pelo primeiro dia da rádio, a única diferença da Mix carioca em relação à Jovem Pan é um investimento maior em medalhões do pop. No mais, é aquela gororoba de sempre: pop, rock, reggae, black music e dance music. Nas chamadas, a Mix promete mais "música, informação, programas interativos e promoções".

Com tantas semelhanças negativas com a Jovem Pan, a Mix FM é na verdade uma "Jovem Mix".

DADOS DA RÁDIO

Entrada no ar (outorga): anos 50
Entrada no ar (Jovem Pan): 31 de dezembro de 2000
Entrada no ar (Mix FM): 1º de fevereiro de 2007

Sede da outorga: Rio de Janeiro

Alcance: Grande Rio (exceto parte da Zona Oeste carioca) e arredores. A torre fica no morro do Sumaré, Rio de Janeiro.

Endereço: Av. Presidente Vargas, 509 - 18º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ

Portal da Internet: www.mixriofm.com.br

Portal da Internet (matriz da Mix): www.mixfm.com.br

Portais da Imprensa FM: www.radioimprensa.com.br e www.imprensa.com.br

Voltar ao Início Voltar à lista de Rádios FM Voltar à Página Principal